Umbanda, quem és?

Umbanda, quem és? Quem sou? Difícil determinar… Sou a fuga para alguns, a coragem para outros! Sou o tambor que ecoa nos terreiros, trazendo o som das selvas e das senzalas… Sou o cântico que chama ao convívio seres de outros planos.  Sou a senzala do Preto Velho, a ocara do Bugre, a cerimônia do… Continuar lendo Umbanda, quem és?

SEmba dos Ancestrais

Semba dos Ancestrais – Martinho da Vila e Mart’Nália Se teu corpo se arrepiar Se sentires também o sangue ferver Se a cabeça viajar E mesmo assim estiveres num grande astral Se ao pisar o solo teu coração disparar Se entrares em transe sem ser da religião Se comeres fungi, quisaca e mufete de cara-pau… Continuar lendo SEmba dos Ancestrais

GOSTAR É OPÇÃO. RESPEITO, OBRIGAÇÃO!

INADMISSÍVEL. Essa é a palavra que resume a situação esdrúxula que nos encontramos nesse país onde alienados se dão ao direito de adentrar recintos sagrados e profanar a fé alheia pois acham serem os donos da verdade. Para você que vai ocultar essa publicação… Vamos conversar… Vamos falar do quanto essa intolerância matou mais do… Continuar lendo GOSTAR É OPÇÃO. RESPEITO, OBRIGAÇÃO!

Hino aos Orixás com a Pureza das Crianças

Simplesmente Lindo! Grupo Musical Aruanã Penso no dia que logo vai nascer E o meu peito se enche de emoção A esperança invade o meu ser Eu sou feliz e gosto de viver Pela beleza dos raios da manhã Eu te saúdo Mamãe Iansã Pela grandeza das ondas do mar Me abençoe Mamãe Iemanjá A… Continuar lendo Hino aos Orixás com a Pureza das Crianças

Sete lágrimas de um Preto Velho

Num cantinho de um terreiro, sentado num banquinho, pitando o seu cachimbo, um triste preto-velho chorava. De seus olhos molhados, esquisitas lágrimas desciam-lhe pelas faces e não sei porque contei-as… Foram sete. Na incontida vontade de saber aproximei-me e o interroguei. Fala, meu preto-velho, diz ao teu filho por que externas assim uma tão visível… Continuar lendo Sete lágrimas de um Preto Velho

Obaluaê a Luz da Kabbalah

O Orixá Obaluaê  (Rei Dono da Terra) ou Omulú (Filho do Senhor) são os nomes geralmente dados a Sànpònná (Xapanã), deus da varíola e das doenças contagiosas, cujo nome é perigoso ser pronunciado. Filho de Nanã Buruku e Oxalá, nasceu com o corpo coberto de chagas e foi abandonado por sua mãe na beira da… Continuar lendo Obaluaê a Luz da Kabbalah

Yemanjá a Luz da Kabbalah

O Orixá É a rainha de todas as águas do mundo, seja dos rios, seja do mar. O seu nome deriva da expressão YéYé Omó Ejá, que significa, mãe cujo filhos são peixes. Na África era cultuada pelos Egbá, nação Iorubá da região de Ifé e Ibadan onde se encontra o rio Yemojá. Esse povo… Continuar lendo Yemanjá a Luz da Kabbalah

Exu a Luz da Kabbalah

O Orixá Exu (Èsù) é a figura mais controversa do panteão africano, o mais humano dos orixás, senhor do princípio e da transformação. Deus da terra e do universo; na verdade, Exu é a ordem, aquele que se multiplica e se transforma na unidade elementar da existência humana. Exu é o ego de cada ser,… Continuar lendo Exu a Luz da Kabbalah

Rubens Saraceni – 1951…2015

Faleceu na manhã deste 09/03/2015 Rubens Saraceni. Médium, escritor e fundador do Colégio de Umbanda Pai Benedito de Aruanda, foi um dos grandes homens a empunhar a Bandeira da Umbanda.     [quote] Eu não desenvolvi dentro de mim esse preconceito de que a minha é melhor, a do fulano é pior; para mim, todas são… Continuar lendo Rubens Saraceni – 1951…2015

Umbanda…

Tão logo começa o trabalho, os primeiros médiuns são tomados

E ao insistente som dos atabaques, a aflita assistência se cala num silencioso observar onde seus lamentos mentalmente se confundem com os brados dos Caboclos

As ervas queimando e as chamas das velas coloridas sugerem, embora sutilmente, que aquele objeto branco nas mãos dos índios é um pouco mais que giz… e as baforadas dos charutos, portam um pouco mais que fumaça